Ser um top afiliado vale a pena?

Cada vez mais as pessoas buscam o caminho do empreendedorismo para conseguirem alcançar um novo patamar. Entretanto na maior parte das vezes elas o fazem sem qualquer tipo de direção e o que isso ocasiona é uma infinidade de problemas, pois acabam se frustrando a longo prazo e desistindo prematuramente do projeto de criar uma empresa lucrativa e bem sucedida. Por isso, o que eu tenho a falar aqui pode ser realmente muito importante para você que pensa em empreender e finalmente poder sair do seu emprego.

O primeiro e mais importante passo que eu diria para conseguir empreender de maneira bem sucedida seria identificar um plano que esteja funcionando para outra pessoa e, a partir daí, simplesmente copiar aquele plano da maneira mais eficiente possível que você possa encontrar. Curiosamente, este é o exato oposto do que a maioria das pessoas faz, especialmente quando esta empreendendo. Embora existam muitos cursos baseados nesse princípio de mentoria, como o curso top afiliado 2.0 por exemplo, a realidade é que na grande maioria das vezes os empreendedores iniciantes tendem a ignorar esse tipo de coisa e acabam por fazer tudo a sua maneira, do modo que julgam ser o melhor em sua cabeça.

curso top afiliado 2.0

Isso gera um tipo de problema que eu acredito seja o principal determinante para o insucesso de muitos negócios. Certamente é algo bastante inteligente ser capaz de aprender com os seus próprios erros, porém mais inteligente ainda é ser capaz de aprender com os erros dos outros, que é precisamente o que você faz quando encontra um bom mentor e se compromete a aprender e principalmente aplicar na prática aquilo que ele vai te passar.

 

Seguir esse único passo de maneira consistente e bem disciplinada já irá representar um mundo de diferença nos resultados que você poderá obter com o seu negócio.

Empreendedorismo online: o caminho

Pessoal, no meu último post eu falei sobre a importação para pessoas que tem como objetivo a economia na compra de seus produtos favoritos, e dei a dica de dois locais onde você poderia comprar. Neste post eu já vou falar um pouco mais de como começar a importar para quem tem um objetivo de mais longo prazo de abrir seu próprio negócio. Em primeiro lugar, você deve saber que deve estar preparado para investir em um bom curso de importação que te ensine os detalhes deste tipo de negócio. Aqui eu vou te dar uma ajudinha e te dar algumas dicas básicas, mas ter uma orientação mais profunda, eu diria que é imprescindível.

 

Empreenda abrindo um negócio de importação

Bom, a primeira diferença entre importar para si próprio e importar para revender é o volume. Quando você importa para si não é muito importante qual o fornecedor que você vai escolher, desde ele seja confiável. Por outro lado, quando se esta importando para revenda, uma das coisas que você deve considerar ao escolher seu fornecedor é se ele tem capacidade para te vender os produtos que você irá revender na sua loja em grande quantidade. Se você importar da dealextreme que eu citei no último post, por exemplo, isso não será um problema, já que é uma loja bem grande.

Outro problema que você deve considerar é o planejamento tributário. Em muitos produtos específicos a quantidade de tributos que você irá pagar ao importar uma mercadoria poderá inviabilizar a sua venda, pois o impacto na sua margem de lucro será muito grande. Por isso, é importante pesquisar bem em quais mercados você vai atuar e não escolher produtos com uma margem abaixo de um determinado patamar, para evitar esse tipo de coisa.

Outra ponto que eu recomendo é que você contrate um advogado especialista em tributação e importação, para que você não tenha dores de cabeça com a burocracia necessária com esse tipo de atividade.

Economize importando

Voltando a falar sobre a importação de produtos, desta vez eu gostaria de dar umas dicas um pouco mais específicas para quem esta começando nesse projeto. Como você já deve ter notado, aprender a importar, especialmente importar da China, requer alguns conhecimentos básicos antes que você inicie de modo a evitar frustrações futuras.

A primeira coisa que você deve decidir ao começar a importar com frequência é qual o seu objetivo de fato com a importação, ou seja, você deve saber o que você realmente quer: importar produtos para consumo próprio, para poder economizar e fugir dos preços mais caros, ou se você tem uma visão de mais longo prazo e pensa em criar um negócio virtual de importação.

 

economize importando

As duas alternativas, é claro, requerem conhecimentos específicos. Se você quer importar apenas para seu próprio consumo, obviamente isso será muito mais simples do que na segunda opção. Nesse caso, você precisa, em primeiro lugar, saber o que você quer importar: produtos de tecnologia, como tablets, smartphones, iphones, câmeras digitais? Ou seriam outros tipos de produtos? Decidido isso, você precisa ter noção de alguns fornecedores baratos e confiáveis dos quais importar. Se você escolher importar da China – por sinal, um ótimo país para se economizar – eu posso falar aqui sobre alguns fornecedores que eu e muitos amigos meus utilizam.

Um deles é a dealextreme, uma loja bastante conhecida por quem já importa desse país há algum tempo, eles são quase uma espécie de amazon chinesa. Vendem todos os tipos de produtos a um preço barato e, se você não tiver urgência e puder esperar o frete internacional sairá de graça. Outra alternativa é o Alibaba, site chinês de leilões bastante conhecido, parecido com o ebay.

A vantagem do Alibaba em cima do dealextreme é que muitas vezes você pode conseguir um preço ainda mais barato, porém, por outro lado, o que você ganha em preço você acaba perdendo em confiança, já que você não esta comprando de uma empresa bem estabelecida, mas sim de quem quer que esteja anunciando do outro lado da tela. Portanto, tome cuidado ao comprar de lá.

Perca o medo de investir!

Quando falamos em investimentos de risco, muitas pessoas já se assustam, pois a ideia que possuem é que trata-se de uma atividade na qual a sorte é imprescindível para ser bem sucedido e as chances de se perder muito dinheiro são altíssimas. Em função disso, muitas pessoas que, na verdade, teriam o potencial para ganhar bastante dinheiro investindo na bolsa de valores ou em um outro investimento qualquer acabam se afastando dessa ideia por puro medo infantil.

Não há dúvida de que investir não é uma atividade isenta de riscos. Entretanto, cultivar um medo irracional de investir por medo excessivo de perder dinheiro baseado no que a maioria das pessoas falam e nas histórias que se ouve de pessoas que perderam tudo investindo na bolsa certamente não é uma opção muito razoável. Na realidade existe um motivo bastante lógico para o fato de a maioria das pessoas não serem muito bem sucedidas em seus investimentos, sejam eles quais forem, e esse motivo é a completa falta de disciplina e preparo psicológico para investir que a maioria das pessoas apresenta.

Investindo

Uma das coisas mais comuns de se encontrar em um investidor iniciante é a ideia de que ele ficará milionário em poucos meses investindo no mercado. Tal percepção é, sem sombra de dúvidas, a razão número um para o insucesso de muitos indivíduos que se aventuram neste mundo. Por outro lado, porém, se você treinar para ter o mindset adequado isso não será efetivamente um problema. A partir do momento em que você se acostumar com a ideia de que ganhos e perdas são normais quando se investe no mercado, e que o que interessa a longo prazo é que você tenha um saldo positivo, com ganhos em número superior ao de perdas, então você estará anos luz a frente da imensa maioria das pessoas que decidem investir.

Portanto, não se sinta desestimulado com as histórias de fracasso financeiro que você ouve por aí. Estude o máximo que puder ( um bom local para começar é o Mago do Mercado), prepara-se, seja frio em suas decisões, e você certamente será um investidor extremamente bem sucedido.

Investindo na Bolsa de Valores

Se você quer aprender como investir e ainda não separou um dinheiro pra uma reserva, também sugiro que comece a montá-la.  Uma reserva de emergência é um dinheiro que você deixa guardado para imprevistos, com perda de emprego ou algum outro problema. Recomenda-se que essa tenha um valor guardado equivalente a 6 a 12 meses do seu salário atual. A importância de uma reserva de emergência é grandre, e você pode investi-la sem risco ou com risco controlado.

Todavia, o entendimento das metas propostas é uma das consequências das novas proposições. Evidentemente, a mobilidade dos capitais internacionais estende o alcance e a importância da gestão financeira inovadora da qual fazemos parte. O empenho em analisar a competitividade nas transações comerciais possibilita uma melhor visão global de alternativas às soluções ortodoxas. Percebemos, cada vez mais, que o surgimento do comércio virtual garante a contribuição de um grupo importante na determinação do sistema de participação geral. A nível organizacional, a hegemonia de grandes instituições do ambiente financeiro estimula a padronização das diretrizes de desenvolvimento para o futuro seguro do investidor. Nunca é demais lembrar o peso e o significado destes problemas, uma vez que a consulta aos diversos analistas financeiros apresenta tendências no sentido de aprovar a manutenção das novas proposições, frente aos riscos desconhecidos de investimento mirabolantes. Gostaria de enfatizar que o desafiador cenário globalizado pode nos levar a considerar a reestruturação dos índices pretendidos. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como o aumento do diálogo entre os diferentes setores produtivos causa impacto indireto na reavaliação do retorno esperado a longo prazo.

Como-começar-investir-com-pouco-dinheiro-comece-a-investir-cedo-2-Seu-Guia-de-Investimentos

É possível observar este modelo muito bem citado em materiais disponíveis online, versando sobre como investir na bolsa de valores.

Temos que ter sempre em mente é que o desenvolvimento contínuo de distintas formas de atuação nos produtos de investimento disponíveis no mercado, garante a contribuição de um grupo importante na determinação da gestão inovadora de sua carteira de investimentos da qual fazemos parte como unidade de um todo. Desta maneira, o novo modelo estrutural aqui preconizado possibilita uma melhor visão global das direções preferenciais no sentido do progresso.

A vantagem de importar

Muitas pessoas costumam reclamar dos altos preços de diversos produtos, em especial em países como o Brasil. De fato, alguns preços chegam a ser abusivos, superando em muitas vezes o preço de produtos semelhantes no exterior. É por isso que, se você tem interesse em economizar, você deve começar a praticar um hábito bastante saudável para o seu bolso: Importar. Muitas pessoas já conhecem este pequeno segredo e sabem que muitas vezes, dependendo do tipo de produto que você pretende comprar, é possível economizar de 20 a 60% do valor do mesmo aqui no Brasil!

É claro que não são em todos os casos que é possível economizar tanto, mas você ficaria surpreso se soubesse o quanto é possível comprar produtos de alta qualidade no exterior por um preço muito mais baixo. Para isso, você primeiro precisa saber quais tipos de produtos importar, geralmente com produtos eletrônicos a economia pode ser muito maior, mas a chance de ser taxado também aumenta, o que eleva o preço final do produto e acaba tirando parte da vantagem em importar. Outra coisa necessária é saber como fazer justamente para diminuir as chances de que seu produto seja barrado na Receira Federal e taxado. Uma coisa que ajuda é comprar produtos que não tenham um tamanho físico muito grande, pois estes geralmente não irão chamar muito a atenção e provavelmente serão liberados imediatamente, sem qualquer conferência, o que significa que na maioria das vezes não serão taxados e sua economia será maior.

Outra coisa interessante de se fazer é pedir para que a loja da qual você esta comprando no exterior use uma embalagem discreta, sem o logo da marca. Isso irá fazer com que o pacote no qual vem a mercadoria se torne mais comum, e não chame muito a atenção ao chegar no país o que, logicamente, também aumenta bastante a chance de você não ter o seu produto taxado.

 

Quer saber como investir na bolsa de valores?

Uma das coisas mais comuns de se encontrar hoje em dia é alguém que esteja pensando em começar a investir seu dinheiro. Dentre as opções mais comuns geralmente se encontram desde investimentos mais conservadores, como a caderneta de poupança e o CDB, passando por investimentos em imóveis, até chegar a investimentos mais arriscados, onde é necessário um grau de inteligência financeira mais apurado, como a bolsa de valores.

É justamente nessa última opção onde a maioria das frustrações acontece e o que era para ser um método consistente de multiplicação do patrimônio acaba se tornando uma fonte inesgotável de perdas financeiras. O grande problema que acontece nesses casos é que o indivíduo que começou a investir na bolsa achou que poderia ficar milionário em apenas alguns poucos meses, mesmo com pouca ou nenhuma preparação técnica e psicológica, e o que acaba acontecendo é que quando este indivíduo acaba tendo que enfrentar o mercado ele não possui a frieza necessária para suportar pequenas perdas no caminho e seguir uma estratégia bem planejada – porque muitas vezes nem mesmo possui uma estratégia sequer – e acaba fazendo besteira atrás de besteira e provocando sua própria ruína financeira.

investir na bolsa

Para evitar essa situação desagradável, é necessário que a pessoa que pretende investir na bolsa tenha consciência da necessidade da preparação antes de arriscar seu capital próprio. A internet pode ajudar nisso, pois sites como o Mago do Mercado fornecem informações de alta qualidade para pessoas sem qualquer experiência em investimentos que almejem dar seus primeiros passos no mercado.

É preciso aprender não só os conceitos técnicos que lhe permitirão tomar decisões de investimentos bem acertadas, como também aprender a importância da psicologia na atividade de trading. Nenhum conhecimento técnico sobre os mercados no mundo lhe permitirá ser bem sucedido em seus investimentos se você não dominar a você mesmo e aprender a ter frieza e reagir racionalmente frente aos movimentos de mercado. Essa é a razão número um pela qual muitos indivíduos altamente inteligentes e bem sucedidos em suas profissões acabam perdendo muito dinheiro quando decidem investir na bolsa de valores

 

 

 

 

Pensando em uma alternativa ao seu trabalho? Que tal Importar da China?

Muitas pessoas hoje em dia se dizem insatisfeitas com seus atuais empregos, em geral por insatisfações quanto ao salário, ao grande número de horas trabalhadas, a um ambiente de trabalho não muito bom ou mesmo devido a um chefe intransigente e de difícil convivência. Naturalmente, nessa situação, essas pessoas começam a pensar em alternativas para sua situação atual e, claro, a idéia de ser dono do próprio negócio e a liberdade que isso proporciona é sempre bastante atraente para qualquer um.

Entretanto, logo após este primeiro pensamento, surgem as primeiras dificuldades. Afinal, que tipo de negócio abrir? o que vender: produtos ou serviços? Que tipo de produtos ou serviços? Qual o investimento necessário? Existe muita burocracia envolvida? Essas e muitas outras são apenas exemplos de perguntas e dúvidas que surgem na mente de quem almeja abrir um negócio próprio e, muitas vezes, essas mesmas dúvidas são a causa direta da frustração e consequente desistência de muitos aspirantes e empreendedores.

 

Porém, muitas dessas pessoas que acabam desistindo do sonho de ter um negócio próprio simplesmente não investiram tempo suficiente em achar o modelo de negócio ideal para elas. Hoje em dia, em tempos de intensa globalização e com o crescimento vertiginoso da internet, as coisas se tornaram muito mais fáceis para aqueles que almejam o negócio próprio. É possível hoje em dia abrir o seu negócio virtual através da internet, o que implica em uma redução maciça dos investimentos iniciais e dos custos associados ao empreendimento. É possível nesse campo explorar diversas frentes, mas um dos ramos mais simples de se operar para um negócio online é o ramo da importação.

 

importação

 

De fato, não é preciso grandes conhecimentos de negócios para iniciar sua própria loja virtual no ramo da importação, e mesmo que você não se sinta muito seguro, excelentes sites sobre o meio como o Attlantis lhe ajudarão a aprender o que você precisa. A idéia central se resume a importar produtos com uma procura relativamente alta e de países baratos (China, por exemplo) e revênde-los aqui. O processo pode parecer meio lento no início, mas uma vez que você aprenda como importar da China, tudo ficará muito mais fácil e, a longo prazo, você poderá escalar o seu negócio, criando uma grande empresa de importação baseada em vendas pela internet.